Menu fechado

Carta aberta ao senhor Ministro da Educação

Exmo Sr
Victor Godoy Veiga
DD Ministro de Estado da Educação

Senhor Ministro,

Em primeira instância, cresce aos nossos olhos sua formação. Fomos dar uma olhada em seu currículo, inicialmente para averiguar se era verdadeiro. Não nos leve a mal, a gente aqui é escaldado. Mas podemos esperar para dizer que tudo que consta ali procede e a gente não sabe direito se te dá os parabéns por ter dito a verdade ou ressalta que não fez mais que a obrigação, enfim…

Em segundo, deixe-nos dedicar um parágrafo a seu antecessor: Nós aqui neste Blog temos como uma cara tradição enviar uma carta pública a todo Ministro da Educação que assume. Esta, aliás, é a quinta deste atual governo. Porém nunca enviamos nenhuma carta a nenhum Ministro que esteja de saída. Isso porque achamos que o julgamento de uma gestão de um Ministro da Educação cabe às gerações futuras. Daí, mesmo que no fundo saibamos infelizmente qual será este julgamento, costumamos dar ao demissionário pelo menos o benefício da dúvida. E, quanto ao seu antecessor, o que temos a dizer é que a ele também daremos este benefício porém não como Ministro mas como réu, se é que o senhor nos entende.

Ministro, vemos que sua carreira é na burocracia, notadamente na Controladoria. Talvez isso nos anime, pois o senhor assume um Ministério imenso em sua estrutura, com quase oitocentos mil funcionários, um monte de órgãos e secretarias internas, e cá pra nós, já seria espetacular se o senhor pelo menos começasse a arrumar essa zon… , perdão, essa bagunça. Talvez centralizar menos, dar mais rumo à autonomia universitária, estabelecer uma melhor sinergia com estados e municípios, mas principalmente, Ministro, estamos aqui todos na Redação te pedindo de joelhos: Não tenha nenhuma ideia genial. Por tudo o que há de mais sagrado, apenas se ocupe de arrumar a casa. Depois seu sucessor até pode se ocupar de grandes metas. Mas agora é hora de mapear o tamanho da bronca, diminuir o improviso, ter nas mãos o controle desse brutamontes burocrático e colocar para rodar com mais dinamismo.

Se o senhor curtir um pouco de utopia, poderia dar uma olhadinha no funcionamento das Universidades e Centro de Estudos Técnicos, além de ver como os Estados fazem a gestão do Ensino Médio, para só então se debruçar sobre o Ensino Fundamental – no nosso entender a prioridade deste Ministério, claro, depois de organizar a bagunça organizacional.

Desejamos boa sorte na sua gestão. Não somos nada além de brasileiros que muito querem ver este país melhor e só o será se seu Ministério funcionar direitinho. Mas ainda assim, seremos abelhudos e lhe recomendamos reservar um tempo para a família, para mitigar o estresse. Uma boa forma é reunir todo mundo para o café da manhã. Assim, quando alguém lhe sugerir para tomar café com, digamos, líderes religiosos que também são prefeitos e etc., o senhor já tenha a resposta na ponta da língua: “Não, obrigado, já tomei café com minha família!”

Deixe seus comentários

Publicado em:Editorial

Conheça também...