Menu fechado

Curso de Hardware… O primeiro passo

Olá! Estamos iniciando o nosso curso de Hardware aqui no UBQ. E para começarmos bem, devemos dar o primeiro passo. Vamos lá?

Uma jornada começa sempre com o primeiro passo

A frase que dá título a esta parte do texto é atribuída ao filósofo chinês e fundador do Taoísmo, Lao-Tsé. Verdade ou não, a máxima cai muito bem no aprendizado de Hardware.

Uma longa jornada começa com o primeiro passo (Lao Tsé)
Uma longa jornada começa com o primeiro passo (Lao Tsé)

Nos cursos de montagem e manutenção de computadores que ministrei, eu costumava dividir a sequência didática da seguinte forma:

  • Introdução à Informática (ou mais atualmente, para a ciência da informação)
  • Teoria Geral de Hardware
  • Integração de Computadores Domésticos
  • Procedimentos de Manutenção
  • Instalação e configuração de software

Meus cursos também abordavam procedimentos para eliminação de vírus e malwares, detecção de problemas, configuração de redes e uma discussão sobre o mercador de trabalho. Como a ideia por aqui é fazer um curso informal e continuado, talvez estes temas sejam abordados no futuro. Mas no momento, vou me dedicar aos itens iniciais. E por quê isso?

Porque um grande erro que muitos “entendidos” em hardware cometem é acreditar que conhecer hardware se resume a substituir algumas placas de circuito, apertar alguns parafusos, formatar discos e instalar sistema operacional (no caso, o Windows).

Um visão equivocada: ignorar a ciência da Informação

Para aprender hardware como se deve, vamos começar pelo básico. E para isso precisamos entender como a humanidade criou sua relação com algo fundamental na sociedade atual: a informação. Saber processar informações corretamente é tão importante que hoje já ganhou status de ciência… a ciência da informação. E existem até mesmo cursos superiores com esta formação específica.

Informação... uma ciência
Informação… uma ciência

Seja como for, compreender como a humanidade chegou ao computador e porque esta busca incessante por um computador cada vez mais eficiente é o primeiro passo. Sendo assim, uma visão histórica faz-se necessária para o cumprimento deste objetivo

Uma breve história da informação… ok, não tão breve…

É claro que o computador revolucionou a maneira como o ser humano trabalha, estuda e se relaciona com o meio em que vive. Uma dúvida natural para quem estuda o computador questiona as origens do mesmo. Isto é, como surgiu o computador.

Na verdade, se levarmos em conta toda a história registrada da humanidade, veremos que o computador tal qual conhecemos hoje tem sua estrutura estabelecida a pouco mais de 60 anos. Sendo assim, a história do computador é apenas um capítulo na história da informação.

Agora precisamos de um exercício criativo… vamos imaginar o momento em que o homem criou uma consciência sobre suas necessidades. Ele percebe que precisa beber, comer, dormir, se defender… ele passa a observar, analisar e modificar o meio em que vive.

E a partir deste exercício de observação e análise é que ele consegue gerar informação útil para si. Regime de chuvas, plantas cultiváveis, domesticação dos animais, criação de ferramentas… tudo passa por um processo de observação… análise e modificação.

Uma mesma tarefa… vários modos de fazer.

Agora sim, ao nosso exercício mental: imagine um agricultor que retire seu sustento através da venda de seus produtos. Qual preço ele deve vender? E como ele chegou a este valor?

Nos dias de hoje, em geral, leva-se em conta o valor gasto com a produção e agrega-se ao valor da venda a margem de lucro e eventuais impostos. E é algo que podemos fazer em pouco tempo usando um planilha como o Excel. Podemos até mesmo usar papel e lápis… demora um pouco mais, mas com boa vontade chegaremos a um resultado.

É relativamente fácil fazer isso nos dias de hoje… mas como seria no passado distante? Não estou falando de 10 ou 20 anos atrás… mas sim quando surgiu os primeiros comércios… as primeiras trocas… será que fazer isto era algo simples?

Em essência, sim… mudam-se os meios, mas as ferramentas são as mesmas: observação e análise. E para ajudar neste processo, várias culturas criaram as primeiras ferramentas de cálculo. O ábaco é uma destas ferramentas. E muitos consideram esta como a primeira ferramenta mecânica para auxiliar o processamento de informação.

O ábaco tem origem incerta e foi utilizado como dispositivo de cálculo em várias culturas da antiguidade
O ábaco tem origem incerta e foi utilizado como dispositivo de cálculo em várias culturas da antiguidade

Um ábaco é um dispositivo que permite a realização de operações matemáticas como adição e subtração através do movimento de pequenas pedras (os cálculos) existentes no interior deste dispositivo. São muitas as versões sobre as origens deste dipositivo, mas é certo de que existem referências sobre sua existência na China, Babilônia e Roma Antiga e suas origens remontam mais de 4000 anos atrás.

E apesar de rudimentar para os nossos dias, o ábaco se mostrou uma ferramenta poderosa no auxílio do tratamento da informação. Nossa história só está começando… e o ábaco é apenas nosso primeiro passo.

Deixe seus comentários

Publicado em:Hardware,Informação,Modos de Fazer

Conheça também...