Menu fechado

Resenha da Rodada – 15/06/2018

E no segundo dia de jogos, algumas surpresas e uma estrela brilhou… Digam o que quiser de Cristiano Ronaldo… comparem-no o quanto quiser com Lionel Messi. Mas hoje sua estrela brilhou. Mesmo sabendo que o CR7 que joga na seleção de Portugal nem sempre é o mesmo que vemos jogar naquela potência chamada Real Madrid. Mas vamos por partes…

Suárez decepciona, apesar da vitória do Uruguai

O primeiro jogo do dia trouxe as seleções de Egito e Uruguai. De um lado a expectativa pelo retorno de Mohamed Salah que vem se recuperando de contusão. Do outro, a torcida por um bom desempenho de Luís Suárez.

O Uruguai vem mostrando alguma força desde 2010 quando chegou às semi-finais. Em 2014, não foi tão bem, sendo eliminada ainda nas oitavas-de-final pela Colômbia. À disposição do técnico Óscar Tabarez, Cavani e Suárez. O elenco trouxe alguma renovação para esta copa, com nomes como Nández, Bentacur, Vecino e DeArrascaeta.

Já o Egito depositou suas fichas principalmente no badalado Mohamed Salah. O jogador do Liverpool lesionou o ombro na final da Champions League e vem sendo alvo de especulações sobre sua recuperação. O meia Mahmoud Hassan também é uma referência no time. Longe de ser um time tradicional em Copas (participou anteriormente de apenas 3 edições: 1934, 1974 e 1990), o time espera avançar para além da fase de grupos.

Foi um jogo truncado… Um grande destaque ao goleiro El Shenawy que fez grandes defesas impedindo que Suárez e Cavani marcassem pelo Uruguai em pelo menos três ocasiões diferentes. Suárez estava definitivamente apagado em campo. Criou algumas chances, chegou até mesmo a acertar a rede pelo lado de fora lá no começo do primeiro tempo e eu até pensei que teria sido gol.

Cavani deu algum trabalho para o goleiro El Shenawy em pelo menos duas ocasiões. Uma cobrança de falta esbarrou na trave e teria sido um belo gol.

A jogada que decidiu a partida aconteceu aos 89’. Uma cobrança de falta de Carlos Sanchez (que mais lembrou a cobrança de um escanteio) com Gimenéz subindo mais alto do que três defensores egípcios. Um arremate de cabeça certeiro que colocou a celeste olímpica em vantagem. Egito 0x1 Uruguai

Aliás, com esta vitória, o Uruguai finalmente estreia em copa com vitória. A última vez que isto aconteceu foi em 1970.

Em jogo tecnicamente ruim, Irã vence com gol contra

Este é um daqueles jogos que normalmente somente os torcedores mais patriotas curtem assistir. Duas seleções sem tradição em copas trouxeram um jogo fraco, apesar das várias investidas marroquinas.

Ao Irã, cabe o mérito de se classificar pela segunda vez consecutiva para uma copa.

Ao Marrocos, resta também o sabor amargo de ter perdido a oportunidade de sediar a Copa do Mundo de 2026. A sede foi escolhida um dia antes do início desta copa e contemplou a candidatura tríplice de Canadá, Estados Unidos e México.

Quanto ao jogo… ruim, mas movimentado… o Marrocos buscou o ataque boa parte do jogo, mas não tinha qualidade suficiente para vencer a forte retranca iraniana. Duas linhas defensivas, sendo uma com cinco jogadores e outra com quatro jogadores e somente um atacante isolado no ataque.

O que mais me irrita em um jogo ruim é que ele trunca no meio campo. Os times não conseguiam acertar dois passes sem errar a jogada e isso vai criando um cenário bem negativo.

Aquilo que parecia se tornar um previsível empate sem gols mudou já nos descontos do segundo tempo. Após uma cobrança de falta pelo Irã, o atacante marroquino Bouhaddouz tentou cortar, mas ao invés do corte, mandou a bola direto para o fundo do próprio gol… Num verdadeiro golpe de sorte, Marrocos 0x1 Irã.

O jogo também foi aquele com o maior número de cartões até o momento. Foram três cartões amarelos: El Ahmadi (Marrocos); Jahanbakhsh e Ansarifard (Irã).

Espanha joga melhor, mas CR7 brilha e garante o empate para Portugal

Definitivamente o melhor jogo de hoje.

Após o vexame das duas seleções em 2014, quando foram eliminadas ainda na fase de grupos, a Espanha vem para esta copa precisando provar que é mesmo um dos grandes no futebol mundial e tentando superar o episódio que envolveu a troca do técnico da seleção às vésperas da estreia.

Já no caso de Cristiano Ronaldo, ele já se consagrou como um dos melhores. Mas estamos falando do CR7 que joga no Real Madrid e tem à sua disposição o melhor do futebol. Quando jogando por sua seleção, os destaques não são tantos assim. É como o Cléber Machado e o Júnior comentaram durante a transmissão. É um time bom… mas não é um time excepcional.

Preciso também lembrar a boa participação do Diego Costa pela Espanha. Ele marcou dois gols e foi fundamental para a boa atuação do time espanhol.

Portugal abriu o contador aos 4’, quando Cristiano Ronaldo invadiu a área e foi derrubado por Nacho. Curiosamente, Nacho que começou como algoz, terminou como um dos heróis. Pois foi ele que marcou um dos três gols da equipe espanhola. O próprio Cristiano Ronaldo bateu o pênalti e abriu o placar. Portugal 1×0 Espanha.

Apesar deste bom começo, o volume de jogo da Espanha era maior. Seu domínio no meio campo era evidente, mas Portugal conseguiu se segurar com alguma competência.

O empate veio aos 23’. Após um lançamento, Diego Costa tirou dois zagueiros da jogada e bateu para o gol. Portugal 1×1 Espanha.

A Espanha continuou pressionando. Com uma artilharia calibrada, ficou a impressão que o gol seria uma questão de tempo. Mas então, mais uma vez brilhou a estrela de Cristiano Ronaldo, com alguma sorte também, para azar do goleiro De Gea que falhou a defender o chute de CR7 aos 42’. Portugal 2×1 Espanha.

O início do segundo tempo manteve a Espanha dominando o jogo. O empate veio logo no início do segundo tempo. Um belo gol de Diego Costa aos 55’. Cobrança de falta em jogada ensaiada para Busquets cabecear para o chute de Diego Costa. Portugal 2×2 Espanha.

Em muitos momentos ficou a impressão que o bom e velho tiki-taka havia retornado. E isso ficou mais claro aos 58’, quando Nacho virou o jogo para a Espanha com uma bomba de fora da área que bateu na trave e entrou. Golaço! Portugal 2×3 Espanha

E o restante do segundo tempo foi mais ou menos assim: a Espanha dominava o meio campo e tocava rápido. Portugal buscava algumas chances com jogadas de contra-ataque.

Quando o jogo se encaminhava para o seu final, uma falta perigosa na entrada da área. E mais uma vez a estrela do Cristiano Ronaldo brilhou. Uma cobrança impecável aos 88’ trouxe o empate inesperado, mas por conta da bela atuação do CR7, merecido. Portugal 3×3 Espanha.

Definitivamente, o homem do jogo…

Análise dos Resultados

Bom, com os resultados de hoje, a Rússia fica com a liderança provisória do grupo A e pelo futebol apresentado pelo Uruguai e Egito, talvez tenha vida fácil na segunda rodada.

No grupo B o Irã se garante como líder provisório. Pode ser o patinho feio das oitavas-de-final se Portugal e/ou Espanha tropeçarem em algum de seus jogos. O Marrocos possivelmente não deverá se recuperar, pois pelo futebol que apresentou, dificilmente será páreo para os times ibéricos.

Então por hoje é só e nos vemos amanhã, em Uma Copa Qualquer!

Deixe seus comentários

Publicado em:Crônicas,Entretenimento,Uma Copa Qualquer

Conheça também...