Menu fechado

Xiaomi lança Mi Band 4

Em anúncio feito em 11 de junho, a empresa chinesa Xiaomi lança a Mi Band 4. Sua nova versão para pulseiras inteligentes que chegará ao mercado em breve.

Uma empresa que faz de tudo um pouco

Muita gente conhece a Xiaomi somente pelos seus bons smartphones. No entanto, a empresa não produz somente dispositivos eletrônicos para telefonia.

A Xiaomi é uma empresa que atua em vários segmentos do mercad
A Xiaomi é uma empresa que atua em vários segmentos do mercado

Como uma espécie de “pau-pra-toda-obra”, a empresa atua nos segmentos de eletrônicos, telefonia, eletrodomésticos, utilidades domésticas, iluminação, material de escritório, aparelhos de transporte individual (como scooters, patinetes e skates) e até mesmo acessórios de moda, como mochilas e carteiras.

A empresa já tem um grande número de clientes fidelizados no setor de telefonia. Já vem de longa data a importação destes aparelhos via lojas online como Gearbest e Banggood.

Apesar disso, a atuação da empresa aqui no Brasil ainda é pequena, mas isso deve mudar. Recentemente a empresa desembarcou no Brasil com a abertura de uma loja da marca na cidade de São Paulo.

A Xiaomi inaugurou sua primeira loja física no Brasil em 1 de junho de 2019
A Xiaomi inaugurou sua primeira loja física no Brasil em 1 de junho de 2019. É a segunda vez que a empresa tenta se estabelecer no Brasil

Aliás, apesar do estardalhaço que a vinda da chinesa ao Brasil causou, não é a primeira vez que a Xiaomi tentou se lançar no mercado brasileiro. Ela chegou aqui em 2015 com a mesma gritaria. No entanto, suas operações por aqui falharam miseravelmente.

Mas eu confesso que sou um torcedor da Xiaomi. E espero que desta vez, venham para ficar.

Mas e quanto a nova Mi Band?

Ah sim… vamos lá! É importante lembrar que vários sites vazaram algumas informações antecipadamente e muitos rumores se confirmaram. Em especial o fato de que agora a tela da pulseira é colorida (e maior).

Tela AMOLED colorida e com aumento de 40% de sua área. Um desejo antigo dos usuários.
Tela AMOLED colorida e com aumento de 40% de sua área. Um desejo antigo dos usuários.

Entre suas características, além do display AMOLED de 0,95 polegada (um aumento de 40% de tela, comparando-se com a Mi Band 3), a pulseira tem suporte ao Bluetooth 5.0, NFC em sua versão mais avançada (serão 3 versões), resistência à água (até 5 ATM), sensores de alta precisão aprimorados (acelerômetro e giroscópio) com seis eixos e suporte a comandos por voz para controle de dispositivos.

Ainda é importante destacar que a bateria de 135 mAh garante uma autonomia de até 20 dias à pulseira (15 dias na versão com NFC).

Variações, disponibilidade e o preço

Inicialmente disponível em pulseiras de 5 cores diferentes (preto, azul, rosa, laranja, e roxo), a Xiaomi lança a Mi Band 4 em algumas versões diferentes.

Serão três versões: uma com NFC (que garante suporte a pagamentos eletrônicos) com preço de US$ 33. A versão sem NFC sairá por US$ 25. Ainda será disponibilizado ao mercado chinês uma versão “Avengers” customizada com os heróis da Marvel por US$ 51.

Serão três versões e cinco cores disponíveis
Serão três versões e cinco cores disponíveis

A pulseira começa a ser vendida na China em 14 de junho, mas ainda não foi divulgada a data de chegada à outros países.

O jeito é esperar e torcer para que o “Custo Brasil” não coloque esta pulseira em um valor acima de R$ 200 na sua versão básica.

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *