Menu fechado

Semana do Consumidor

Dia das Mães, dos Pais, Natal, dos Namorados, Páscoa, das Crianças… são datas comemorativas que trazem um componente comercial fortíssimo. De olhos nestas ocasiões onde naturalmente o volume de vendas é aquecido, o comércio em geral procurou criar ações que turbinassem as vendas. Com isso, surgiu a Black Friday e agora uma nova data começa a figurar no nosso calendário de boas ofertas… Eis que surge a Semana do Consumidor.

Acredite… não é algo tão novo assim

Quase tudo tem um dia comemorativo… seja algo religioso, uma causa social, uma posição ideológica, um marco histórico… e lá na década de 60 (sim… estamos falando de quase 60 anos atrás) o então presidente dos EUA, John F. Kennedy fez um discurso histórico para o povo americano.

Ali – em 15 de março de 1962 – Kennedy estabeleceu as bases do que se tornariam os direitos do consumidor (e lá ganhou o nome de Consumer Bill of Rights).

John F. Kennedy estabeleceu as bases dos direitos do consumidor em 15 de março de 1962
John F. Kennedy estabeleceu as bases dos direitos do consumidor em 15 de março de 1962

Originalmente, o discurso preconizou quatro direitos básicos:

  • O direito à segurança (The right to safety)
  • O direito à ser informado (The right to be informed)
  • O direito de escola (The right to choose)
  • O direito à ser ouvido (The right to be heard)

Posteriormente (1985), as Nações Unidas se inspiraram neste discurso para estabelecer os direitos básicos à proteção do consumidor, expandindo para oito os direitos fundamentais:

  • O direito ao atendimento às necessidades básicas (The right to satisfaction of basic needs)
  • O direito à reparação (The right to redress)
  • O direito à educação do consumidor (The right to Consumer Education)
  • O direito a um ambiente saudável (The right to a Healthy Environment)

Além disso, ficou estabelecido mundialmente o dia 15 de março como sendo o dia mundial do consumidor. Uma maneira de lembrar o respeito, direitos e deveres das partes em suas relações de consumo.

E no Brasil?

Por aqui, as coisas começaram a ser regulamentadas (como sempre, uma mãozinha amiga do estado) por meio da Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990 que criou o Código de Defesa do Consumidor. Anteriormente, as iniciativas se davam em âmbito estadual com o surgimento dos primeiro órgãos de proteção ao consumidor (ou PROCON, sacou?).

Lei 8078/90 que deu origem ao Código de Defesa do Consumidor - Item obrigatório em todo estabelecimento comercial
Lei 8078/90 que deu origem ao Código de Defesa do Consumidor – Item obrigatório em todo estabelecimento comercial

A lei passou a ter eficácia somente no ano seguinte, especificamente em 11/03/1991. Convencionou-se então também aqui no Brasil o dia 15 de março como o dia do consumidor e posteriormente, a semana toda passou a ser conhecida como Semana do Consumidor.

Agora, é um fato que esta semana do consumidor deveria servir como momento para conscientização dos consumidores e também das empresas sobre relações saudáveis de consumo.

Mas o comércio também aproveitou a ocasião para criar um momento de aquecimento das vendas.

Outra Black Friday?

Já comentamos por aqui sobre a Black Friday (lá no site antigo do UBQ e mais recentemente no YouTube também). O apelo da data ainda não é o mesmo da sexta-feira negra. Mas muitas lojas promovem uma série de descontos e vantagens com promoções ostensivas.

Se vale a pena ou não, o consumidor deve pesquisar bastante. Seja pela utilização de sites de comparação de preços, seja por pesquisa direta nas lojas (físicas e virtuais), ou acompanhando material de imprensa sobre o tema.

Lembre-se que a decisão final de compra deve ser SUA! Então, por melhor que a propaganda faça parecer que o desconto é fantástico e a oportunidade é única, faça a lição de casa: exerça seus direitos de consumidor.

O papel do UBQ nesta semana do consumidor

Claro que antes de mais nada, nosso dever é informar e gerar uma discussão ampla e saudável sobre o tema. Mas ao longo de nossa história, fizemos análises de vários produtos e serviços que – em nossa opinião – são interessantes para o consumidor.

Assim, se você está procurando algum produto em especial, o UBQ preparou uma página especial contendo uma lista de produtos que passaram aqui em nossa redação e ainda estão no mercado.

Lembre-se que são produtos que testamos, utilizamos e indicamos. Vamos deixar links como sugestão de compra, diretamente em nosso parceiro, a Amazon.com.br, que normalmente oferece um ótimo serviço e bons preços.

E comprando pelos links indicados por aqui, você ainda ajuda o UBQ que obtém uma pequena comissão pela sua compra. O preço não muda pra você e o UBQ recebe uma ajudinha para manter as coisas funcionando por aqui.

E mais uma vez, lembramos, a escolha deve ser sempre sua. Boas compras!

Deixe seus comentários

Publicado em:Edição Extra,Tecnologia

Conheça também...