Menu fechado

A banda Wry e o álbum “Noites Infinitas”

Buenas! Começa 2021 e saudamos a todos. Não deixem de acompanhar nossos textos por aqui, bem como os outros conteúdos do UBQ. Que seja um ano de muita música boa para nós! Vamos então à primeira resenha do ano? Com vocês, a banda Wry e o álbum “Noites Infinitas”.

Somos polêmicos? Lacradores?

Depois de 2018, enfiar o dedo na ferida e mostrar o que a sociedade brasileira quer esconder virou sinônimo de comunismo. Apontar os erros e desmascarar todo o nosso conservadorismo colonial nos coloca na prateleira de “polêmicos”, ou como gostam de dizer por aqui, “lacradores”. Bom… não é bem assim.

Sobre a banda

Veteranos na cena indie brasileira e já tendo vivenciado o rock em terras inglesas, Mario Bross (voz, guitarras e sintetizadores), Luciano Marcello (guitarra e voz), William Leonotti (baixo e voz) e Ítalo Ribeiro (bateria e voz) pariram uma das maiores crônicas brasileiras dos últimos tempos.

Com letras em inglês e em português que versam sobre a situação política brasileira e o existencialismo, o Wry expande a sua obra e transforma os seus demônios internos (e externos) em música da melhor qualidade.

Os integrantes da banda Wry
Os integrantes da banda Wry

Sobre o álbum

Um dos discos mais bacanas e mais aguardados de 2020 saiu como um exorcismo de tudo o que vemos acontecer em terras brasilis após a eleição presidencial. É dentro desse escopo e dessa temática que os sorocabanos do Wry resolvem nos brindar com um de seus melhores discos, “Noites Infinitas”, o primeiro após 11 anos de hiato.

Produzido por Mario Bross, fazendo o melhor rock’n’roll calcado da safra anos 90. A banda usa e abusa de suas guitarras características e apontam para o futuro ao adicionar novos elementos à sua fórmula.

Com refrãos cantaroláveis e extremamente bem pensados (em argumento e métrica para te por pra pensar), mas sem deixar de lado o peso e a distorção típica de sua sonoridade. A banda nos entrega canções necessárias para esse momento.

Assim como diz o release do álbum, lançado de forma digital via Bandcamp:

“Noites Infinitas”, o sexto álbum de estúdio do Wry, explora temas de ansiedade, desespero e caminhos não convencionais em direção à esperança enquanto vivemos no mundo dividido de hoje.

Um álbum que retrata um momento delicado de forma clara. Que dá a cara a tapa, sem se esconder. A banda Wry mostra a sua verdade e ela pode incomodar aos mais desavisados.

Incomoda? Talvez… Mas não é pra isso que serve a arte?

Logo menos tem mais.

NOTA DO EDITOR: o texto foi atualizado em 04/02/2021 em razão de incorreções existentes que foram alteradas a pedido da banda. Lamentamos pelo ocorrido!

Deixe seus comentários

Publicado em:Disco da Semana,Entretenimento,Música

Conheça também...