Menu fechado

Google anuncia o serviço Stadia… o fim da era dos consoles físicos?

Em 19 de março, a Google anuncia a plataforma “Stadia”, seu novo serviço para games. Será este o fim da era dos consoles físicos?

Fala rapaziada do UBQ… Belezura? A Google parece disposta a entrar com tudo na guerra dos consoles. O anúncio de sua nova plataforma de jogos – que recebeu o nome de “Stadia” – aconteceu durante a Game Developers Conference, em São Francisco, Califórnia.

E o anúncio do Stadia veio cheio de promessas revolucionárias… bom, nem tanto assim.

Stadia é a nova plataforma de games apresentada pela Google
Stadia é a nova plataforma de games apresentada pela Google

Mas PH, o que diabos é o Stadia?

Para quem não sabe do que estou falando, esta plataforma basicamente visa permitir que o gamer jogue qualquer jogo disponível no catálogo no conforto de seu equipamento eletrônico… que não precisa ser um console.

Hãããã?!?!?! Sem console?

Seguinte… a pegada aqui é “streamar” os jogos para seu dispositivo eletrônico – celular, tablet, notebook, pc desktop – permitindo que você jogue usando qualquer dispositivo que tem acesso à internet, uma tela, e entradas para controle USB (qualquer um) ou WiFi/Bluetooth.

E o dispositivo nem precisa ser parrudo…

Então, esqueçam seus consoles, hardware específicos para games… Esqueçam tudo o que vocês conhecem como estrutura para jogar, pois com o Stadia, tudo acontece nas nuvens, em servidores Google que – segundo o anuncio – vêem para liberar os desenvolvedores dos limites encontrados hoje nos consoles.

Toda a potência para os games… sem um hardware necessariamente poderoso

É isso mesmo, segundo eles, você poderá jogar sem a necessidade de nenhum hardware especial; qualquer dispositivo com um controle Bluetooth, USB ou mouse e teclado já serão suficientes para que você desfrute de jogos de ultima geração com um desempenho altíssimo.

E prometeram especificações como jogos em 4K, rodando em 60 fps, com a promessa que irão melhorar isso no futuro.

Mas é claro, se você procurar uma experiência mais imersiva e que te permita jogar e – durante o game – chamar a assistente virtual do Google para te ajudar em uma fase, compartilhar o game com alguém, etc, você só precisará adquirir o controle especial do Stadia que também foi anunciado e vem em três cores.

Se você quiser uma experiência mais imersiva, o controle do Stadia pode ser sua opção
Se você quiser uma experiência mais imersiva, o controle do Stadia pode ser sua opção

Curioso isso… até então, nenhum hardware especial era necessário. Mas vamos deixar esse controle aqui como uma opção…

Integração com outros serviços

Existe a possibilidade de futuramente a plataforma estar integrada com o YouTube, permitindo que você jogue e faça um compartilhamento do game em seu canal simultaneamente, além de assistir um game de alguém e entrar no meio da partida pelo próprio Youtube.

Tudo muito tecnológico e meio surreal…

E quando esta maravilha tecnológica estará disponível?

Segundo a apresentação, ainda em 2019 o sistema estará disponível para Estados Unidos, Canada e Europa mas nos próximos anos, o resto do mundo também receberá o serviço.

Inicialmente o serviço estará disponível nos EUA, Canadá e Europa
Inicialmente o serviço estará disponível nos EUA, Canadá e Europa

Mas PH, o que você acha disso tudo? É bacana?

Opinião… vai funcionar? Vale a pena?

Dito tudo isso, chegamos naquela parte em que o PH resolve dar sua opinião. Porque – afinal de contas – este espaço me foi dado para escrever o que eu quiser.

Pelo menos, sobre games…

Sinceramente, eu não acho que isto vai mudar o mercado de games. Pelo menos não agora e não em um futuro próximo.

Problemas como o link de conexão para internet, latência dos jogos e a grande polêmica sobre as operadores quererem taxar você não mais por um pacote infinito de dados, mas por utilização da banda, tornam esta tecnologia ainda muito impensável para os dias de hoje.

Nos Estados Unidos a Google já trabalha com internet por fibra ótica o que aumente absurdamente a velocidade além de reduzir consideravelmente a latência (o famoso PING, principal vilão de quem joga online) mas ainda não estamos em um momento onde a estrutura de internet nos países, principalmente emergentes como o Brasil, seja boa o suficiente para suportar um serviço como este.

A Google está pronta para atender uma demanda mundial?

E eu não estou falando só do Brasil, mas cabe a pergunta: a Google está preparada fisicamente para suportar os jogadores do mundo todo acessando ao mesmo tempo diversos jogos , processando milhões de informações gráficas, respondendo a milhões de requisições, comandos do Joystick, etc?

Amigão, tá na nuvem mas a nuvem ainda roda em um ambiente físico, não existe nuvem só na lógica. Ainda haverá dimensionamento de servidores e limites de requisições ao mesmo tempo.

E o preço?

Este é outro fator que eu acredito que vá jogar contra… o preço. Um serviço como este não vai custar barato e certamente contará com valores para pacotes standard e premium.

Imagine pagar supostamente, aqui no brasil, 80 reais por mês para acessar este serviço em uma conta premium por exemplo. Estamos falando de 960 reais/ano pelo serviço que te dará um catalogo enorme mas, convenhamos, você terá tempo de jogar tudo isso?

E se além disto as operadores resolvem se juntar e vencem na justiça a batalha sobre banda ilimitada e passam a criar pacotes para videos, musica, games, etc e você tem que além de pagar o serviço também pagar pela internet de forma separada?

Já pensou a quantidade de banda utilizada para jogar e transmitir online?

Minhas conclusões

Enfim, eu não acredito que o mundo está preparado para esta tecnologia, e também não acredito que esta geração de jogadores está disposta a abrir mão de ter em suas casas um espaço para seus consoles e games (mídia física mesmo).

Portanto, eu acho meio furada a Google dar este passo agora. O mercado talvez ainda não esteja amadurecido para isso.

Mas está é a minha humilde opinião. Não estou torcendo contra, torço para que chegue 2020 e o Brasil tenha infra-estrutura necessária pra rodar esta plataforma adequadamente. Estou curioso para ler as próximas notícias sobre o Stadia e saber se a Google tem estrutura para manter esta promessa.

Um abraço galera.

Outros artigos do autor

1 Comentário

  1. Pingback:Hoje é dia de "Resumo de Notícias" - Um Blog Qualquer - Bora Jogar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *