Menu fechado

Papisa – “Fenda”

Buenas! A introdução de hoje me servirá de gancho para introduzir o disco da semana, o feminino e sério candidato a ser um dos grandes álbuns de 2019. Com vocês, “Fenda” da Papisa.

Antes de começarmos…

Antes de qualquer coisa, parabéns o nosso digníssimo Editor que pela segunda vez recebeu a visita da Dona Cegonha, e mais uma vez foi agraciado com uma menina linda, a Heleninha.

OBRIGADO!

Ricardo Marques – Editor Chefe do UBQ

Agora, vamos ao que interessa. Papisa!

Papisa, alcunha escolhida pela paulista Rita Oliva para esse ciclo é um acerto. Mostra que Rita estava à frente desse projeto e serve para mostrar a força e a grandeza desse “culto à feminilidade” que é este álbum.

"Papisa" é nome artístico escolhido por Rita Oliva
“Papisa” é nome artístico escolhido por Rita Oliva

Da ancestralidade de “Velha” às guitarras de “Roda”, Papisa nasce, morre e renasce diferente em cada música. Usando e abusando de metáforas, mas se fazendo entender de maneira clara, entrega em cada música um aspecto diferente do universo feminino, quase como um ritual, onde o místico colide com o mundano, uma mistura balanceada de orgânico com sintético.

O álbum “Fenda”

Composto e tocado quase que integralmente pela própria Rita em sua casa, “Fenda” nos conecta com a alma feminina, quase como uma viagem intra-uterina sobre morte e permanência.

"Fenda" nos conecta com a alma feminina
“Fenda” nos conecta com a alma feminina

Absurdamente bem produzido, mostra uma artista antenada com o seu tempo e ciente de onde poderia chegar sonoramente. De maneira caseira e gravado quase que exclusivamente por mulheres (com um ou dois intrusos), fez de longe um dos discos mais classudos de 2019.

Misticismo, ritual, vida e morte sob um viés feminino, mostram a força desse álbum único, que já rendeu frutos nos principais festivais do Brasil e até no SXSW/2018 nos EUA.

Uma viagem mística e sonora.

Se estiver preparado para se despir de preconceitos e tentar entender a visão de mundo sob a ótica de Papisa, boa viagem. Eis aqui um dos grandes discos de 2019. Fato.

Logo menos tem mais!

Uma última coisinha…

Agora temos uma nova forma de contato com vocês. Para sugestões, críticas, elogios e por que não, envio de material, mande-me um e-mail no endereço: juniorferreira@umblogqualquer.com.br.

Ou então pelos já tradicionais Twitter ou instagram sempre pelo @hadouken_sp.

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *